Navegue pelas matérias
desta edição:

Divulgue esta página
nas suas redes sociais

Home » Arte e Artesanato » Arranjo Floral » Edição 85 » Matéria

Flor proteia safari

Das savanas para a decoração, conheça a variedade da flor proteia safari que vai além do rústico e exótico

Proteia safari Buquê de João Zanelatto Buquê de João Zanelatto

Nativa da África do Sul, a proteia Safari (Proteaceae Leucadendron Safari) faz jus ao nome. Afinal, seu país de origem é famoso pelos safáris, que encantam turistas em busca de aventura e contato com a natureza selvagem das savanas africanas. Outros lugares nos quais é encontrada em grande quantidade são Austrália, Nova Zelândia, Israel e o arquipélago Havaí, território dos Estados Unidos.

Bela e exótica, a planta pertence ao grupo do Leucadendron, o qual tem mais de cem variedades, sendo as mais conhecidas a Cinaroide e a High Gold, usadas como flores primárias. "A proteia Safari é bastante explorada em arranjos florais como elemento secundário, destacando-se por ter uma folhagem muito bonita de cor forte e exuberante", destaca o floricultor Arnaldo H. G. Reijers, da Fazenda Alpes, de Munhoz, MG, que a cultiva há 12 anos.
Encontrada ao longo do ano, a Safari é considerada um fóssil vivo, uma vez que se acredita na sua existência antes mesmo da era dos dinossauros. Flor de corte, a haste pode chegar a 1,5 m e o cultivo, ainda pequeno no Brasil, é focado em arranjos florais exóticos. Sem diversidade de cores, pode ser encontrada apenas no tom bordô. Além disso, não exala perfume.


Beleza rústica

De acordo com o artista floral João Zanelatto, da Tuy Flores, de Bento Gonçalves, RS, é preciso cuidado no momento de combinar a proteia Safari com outras variedades, pois suas folhas têm uma expressão muito particular. Ele recomenda criar uma composição que não anule a beleza da espécie, optando por flores que contrastem visualmente com ela, como orquídea, tulipa, rosa...

A Safari pode ser usada em qualquer estilo e ocasião: basta saber empregá-la. "Ela tem um formato que cria efeitos e volume em toda composição floral", complementa Zanelatto. Para a revista Arranjo Floral, ele confeccionou dois buquês com a variedade, mas ressalta que é preciso cuidado para não abusar na quantidade, evitando confusão no resultado final.

Sobre os arranjos que criou, enfatiza: "pensei em deixar a folhagem da proteia Safari em evidência, pois considero suas características muito interessantes - ela parece estar sempre olhando para cima e isso me agrada muito."


Aplicativos
C2-abaf-retangulo
Curso de jardinagem-c24h

Inscreva-se e receba
nossas newsletters








Arquitetura e Decoração
Arte e Artesanato
E mais...
Festa e Casamento
Gastronomia e Culinária
Jardinagem e Paisagismo
Projeto e Construção

Portal CasaDois Editora

Aviso

  • A CasaDois Editora não contrata serviços de terceiros para cobranças ou qualquer outro trabalho administrativo-financeiro. Todos os contatos são feitos pelos nossos departamentos. Qualquer dúvida, ligue para (11) 2108-9000 ou mande e-mail para financeiro@casadois.com.br

Social

  • A CasaDois Editora está nas redes sociais. Acompanhe-nos!
  • Facebook Twitter Youtube