Assine PJ Super
Versão digital

Esta revista
possui versão
digital

  • Disponível na App Store
  • Disponível em Google Play

Divulgue esta página
nas suas redes sociais

Home » Arquitetura e Decoração » Construir » Edição 160 » Matéria

Fachadas residenciais

Tire as dúvidas sobre os principais materiais e confira como escolher o mais indicado para o seu projeto

No projeto assinado por Liliana Zenaro e Celbio Camillo, há a bonita mistura dos tijolos aparentes e das telhas francesas O destaque da construção criada por Ronald Ventura é a presença de eucalipto tratado em autoclave, ideal para casas rústicas Pedra, concreto armado e madeira entraram em sintonia no projeto do escritório Reinach Mendonça Arquitetos Associados A proposta do escritório Cria Arquitetura é misturar várias texturas, ressaltadas pela combinação de vidro e madeira

A escolha de revestimentos parafachadas residenciais é muito importante não apenas em razão da harmonia da construção,mas também para promover o bem-estar dos proprietários. Segundo o arquiteto Paulo Gaspar, de Valinhos, SP, normalmente, os clientes já sabem o que desejam, mas cabe ao arquiteto avaliar qual é a melhor opção. "Muitas vezes existem outras alternativas de que não têm conhecimento e, por isso, os profissionais devem apresentar estas outras possibilidades", aponta.

Além disso, é preciso tomar alguns cuidados ao interferir no projeto apresentado pelo arquiteto contratado, para não alterar o estilo proposto para a casa. O arquiteto Lucas Padovani, do escritório Padovani Rodrigues Arquitetos Associados, de Campinas, SP, sugere quelogo nas primeiras conversas, durante o estudo preliminar da casa, o assunto seja abordado. "Assim, o projeto seguirá uma linha quer espeita o gosto pessoal do proprietário, mas, ao mesmo tempo,indicará as melhores combinações possíveis e que respeitam a materialidade, volumetria e funcionalidade", explica.


Como escolher?

Os materiais são elementos complementares ao estilo proposto. Por isso, de acordo com as arquitetas associadas Camila Giongo e CarolinaTartoni, da capital paulista, as residências com telhado aparente podem explorar todos os materiais. "O uso de esquadrias de madeira oferece rusticidade e as de alumínio e PVC dão ares mais modernos. Porém, em construções com estilo contemporâneo e cobertura embutida, é melhor optar por alumínio, aço, ferro e pintura na cor branca ou neutra", sugerem.

Além disso, os arquitetos podem aproveitar as caraterísticas dos materiais para marcar um volume e para indicar funções distintas dentro do projeto. "Em uma casa com volumetria marcante, por exemplo, o melhor é buscar simplicidade. Aproveito materiais como pedra, madeira e concreto aparente para obter excelentes resultados",diz Padovani.

Por outro lado, é preciso tomar cuidado com a escolha do que será instalado. "O vidro não pode fazer parte de toda a residência. Em uma fachada voltada para o poente não é aconselhado alertá-lo", alerta Gaspar.

Assim, ao compor as fachadas residenciais, considere vários fatores, como as propriedades de isolamento térmico, espessuras, finalidade e clima da região. No entanto, as arquitetas Camila e Carolina explicam que há exceções. "Desenvolvemos um projeto em que inserimos um brise de soleil na frente da casa. Porém, ele não tinha a finalidade de bloquear o sol que incide nas janelas.Simplesmente enfeitava a casa", destacam Camila e Carolina.


Aplicativos
Assine Construir
Curso de decoração-c24h

Inscreva-se e receba
nossas newsletters








Arquitetura e Decoração
Arte e Artesanato
E mais...
Festa e Casamento
Gastronomia e Culinária
Jardinagem e Paisagismo
Projeto e Construção

Portal CasaDois Editora

Aviso

  • A CasaDois Editora não contrata serviços de terceiros para cobranças ou qualquer outro trabalho administrativo-financeiro. Todos os contatos são feitos pelos nossos departamentos. Qualquer dúvida, ligue para (11) 2108-9000 ou mande e-mail para financeiro@casadois.com.br

Social

  • A CasaDois Editora está nas redes sociais. Acompanhe-nos!
  • Facebook Twitter Youtube